Wednesday, November 29, 2006


A Arte de ser Punk X A Arte de ser Vip

Pois bem!
Pra início de conversa, eu não sou punk. Antes que venham os militantes punks me encherem o saco e dizerem que o Joey Ramone e o Sid Vicious vão remexer no túmulo quando eu falo sobre a arte de ser punk!

Bom, acho que a filosofia principal do punk, além de fazer moicanos e músicas de 30 segundos, é o famoso lema do "Faça Você Mesmo" ou, em boa língua pátria, "Do It Yourself".

Isso eu levo a sério. "Faça Você Mesma" ou "Pague Alguém Pra Fazer Pra Você". Eu prefiro fazer, eu sou muito pão-dura e meu dinheiro só sai da minha mão junto com uma lágrima (que foi economizada pra exatamente essa ocasião).

Então, como eu disse no meu post de apresentação no Vibrador Portátil (ao merchan!), eu sou meio impulsiva!
Digo já que eu tenho o glorioso hábito de cortar minhas madeixas, mas, no momento, estou deixando-as crescer, quero ter cabelos até os pés pra brincar de Rapunzel.

Aí, num dia, eu estava de cabelos molhados, penteando-os.
Penteio pra frente, jogo pra trás. Penteio pra frente, brinco de Primo It. Nessa brincadeira de Primo It, bate uma vontade de cortar uma franja...
Tento refrear...
Mas não teve jeito. Quando eu vi, a tesoura já estava na minha mão, em pleno movimento!
Cortei.
E, claro, ficou uma bosta, porque meu cabelo é um cabelo de transição!
Ficou meio tosco mesmo, mas eu inventei que tá parecendo a Keira Knightley, então tá beleza, eu gosto dela (por enquanto; vou desgostar dela quando ela der uma de Lindsay Lohan e aparecer sem calcinha (ps: na foto, show de photoshop)).


Então tá, acabou o assunto. Mencionei os punks só pra dar polêmica mesmo.


Mas então, a arte de ser VIP!

Eu conto a história.
Bom, em longínquo janeiro de 2005, logo depois da tão dramática prova de Matemática da segunda etapa da UFMG, eu tava meio doida. Então, um amigo meu me chamou pra sair, ia o povo todo, a gente saiu, fomos numa dessas baladinhas daqui.

Notem bem: eu odeio baladas.

Mas naquele dia eu fui, eu tava meio enlouquecida com aquela prova.
Aí a gente foi, o local tava muito tosco, mas foi bom pra distrair - e nunca mais pisei lá.
Na hora que a gente entrou, uma daquelas hostess(es) estava na porta anotando nome, telefone, email.. Não sabia exatamente a função daquilo, mas cedi meu glorioso nome, glorioso número de telefone e glorioso email.

.........Passam-se os anos.......

E hoje, em plenos 29 de novembro de 2006, o telefone de casa chama.
Aí eu vou atender.
E não é que é a hostess de janeiro de 2005?

E olha a arte de ser Vip:
Moça:
"Olá, M, tudo bom? Eu sou a R. do 'Bar'! Seu aniversário é semana que vem, dia 7*, né? Você está com alguma coisa programada pra esse dia? Pois bem, como é véspera de feriado**, a gente está com uma programação especial: vamos estar aqui com 'uma dupla sertaneja', no especial SERTANEJO! Aí você ganha suas cortesias de aniversariante e pode chamar um número ilimitado de amigos! A gente reserva mesa e, se você quiser, encomenda bolo e mesa de frios! Você aceita?"

Eu:
"Ahn... Posso pensar?"

Moça:
"Tudo bem, até o fim da semana a gente te liga de novo!"


GEEEEEEEENTE.
Só faltou pagar pra eu aparecer!

O que estragou MESMO foi ela ter falado que a noite do meu aniversário vai ser "Especial Sertanejo". Senão eu até pensava no assunto.
Eu já odeio baladas, baladas sertanejas então... Nem arrisco!

* Merchan de novo, só que agora pra me darem parabéns no dia.
** Aqui temos feriado dia 8/12, sim!



ps: pra quem não sabe, eu passei naquele vestibular da prova nojenta de matemática. Sei lá, depois vem alguém e fica achando que eu tô tentando vestibular há três anos... Saravá! hehehe

mel - 8:22 PM

21 comentários

Monday, November 27, 2006


Síndrome de Garfield

Bom, hoje é segunda-feira.


Segunda-feira. Aquele dia tenebroso que vem logo depois do domingo, pra você ter certeza de que o final de semana acabou.

Na verdade, eu nem odeio as segundas-feiras em geral. O que eu odeio é acordar cedo, então, se fosse assim, eu teria de odiar todos os dias da semana!
Mas claro que a Segunda é mais dramática.

Então, hoje eu acordei, tomei meu leite com Nescau (ao merchandising gratuito!), comi uns biscoitos e fui à aula.
Notem bem que esta é (foi) a última segunda-feira antes do vestibular, que será no próximo sábado e domingo. (Sim, isto foi uma indireta pra que vocês, fiéis leitores, me desejem sorte e toda essa espécie de coisas.)


Aí eu fui à aula, morrendo de preguiça, já imaginando que eu ia babar nas aulas de biologia e português, morrer de frio com o ar, e tal.

Aí eu entro na sala e o ar tá desligado. "Oh, que beleza!"- pensei.

((Mas tem uma coisa. Desde o SEGUNDO dia de aula, eu sempre sento NA MESMA CADEIRA. Sim. Eu tenho manias. Esta é uma delas. SÓ SENTO NAQUELA CADEIRA. Ela é pertinho da janela, dá pra pegar um solzinho, abrir a janela, pegar um arzinho também, afinal, um pouco de O2 não faz mal a ninguém, né?))

Só que eu entro na sala e vejo uma MOCRÉIA sentada na minha cadeira! Comássim, Bial? Que mocréia é essa? Mulher que eu nunca vi na vida! Invade a minha sala e senta em MINHA cadeira? Cretina! Só faltou eu pôr língua pra ela.
Mas sentei na fileira à frente da MINHA fileira, bem na frente da mocréia, ao lado de uma amiga minha, que também teve seu lugar surrupiado pela vilã. (Sim, a mocréia ocupa dois lugares. Um pra bolsinha e o outro pra bundinha.)

Mas aí vocês dizem: "Mas Miss Supahstaaaaah, por que tanta raiva, só porque a mocré... digo, a moça sentou em sua cadeira?"

Eu respondo.
Antes fosse só isso. O lugar que eu arranjei tava horrível, dando dor nas costas, frio, sem solzinho, mas eu aguentaria, afinal de contas, não tinha como a moça adivinhar que aquela era MINHA cadeira, correto?

Mas aí, como eu disse acima, sentei-me à frente da donzela, ao lado de uma amiga minha.

Na aula de português, o professor cismou de fazer exercício da apostila. E a mocréia cismou de estudar Redação. E sabe aquele tipo chato? AQUELE TIPO CHATO QUE FICA LENDO ALTO QUANDO FAZ EXERCÍCIO? Pois é. Aquele tipo chato que não consegue ler com olhos, tem que ler com a boca. Ficou rezando MIL missas atrás de mim, aquela inconha! Vontade de mandar calar a boca. Como é que pode? O professor lendo OUTRO texto, junto com a turma, e aquela mocréia lendo atividade de Redação. Ah, pelamordedeus.

Não, sério. Deeeeeeeeus permita que não me apareçam dessas figuras entojentas na hora de fazer minha prova. Que saco isso! Mas, o mesmo Deus que não vai permitir que uma coisa dessas faça provas perto de mim fez com que ela fosse embora no horário do recreio! Saravá! Hehehehehe!



(ps: amanhã vou chegar bem cedo! Tenho de recuperar meu tão precioso lugar ao sol!)
(ps2: continuam abertas as inscrições para participar do blog "Celebrities Bit Me" -> para Janeiro. Vou dizer de novo: é um blog de fofoca. Mas a fofoca reescrita por você, de forma irônica e absolutamente parcial!)

mel - 8:02 PM

28 comentários

Saturday, November 25, 2006


Arquitetos, tremei!!!!

Pois bem, como boa ex-futura arquiteta, eu conheço algumas neuras arquitetônicas. Até tive tempo de ter uma dessas neuras. Algumas, na verdade.

Uma delas é manter a escala (ou escalímetro) sempre limpa. Assim, uma das regras principais é: NUNCA USAR A ESCALA COMO RÉGUA. Ela serve só pra MEDIR (e medir em várias escalas! É quase um ato de amor!), nunca pra riscar! Pra riscar, usa o esquadro ou então uma régua de 30 centavos da papelaria da esquina! Uma escala é cara (e eu nem sei quanto custa), não pode ser gasta com porcarias!
Outra mania (esta era uma mania minha, não sei se é mania geral) é de cuidar da prancheta como se fosse uma filha. Eu usava esta minha pranchetinha, minha mesinha de madeira com régua paralela, e logo depois, eu limpava, passava paninho, limpava a régua paralela, essas coisinhas.
Aí, um belo dia, ela tava lá, em pezinha no meio do quarto, e eu fui passar perto dela pra abrir a porta do armário. Acho que o armário não gostava da minha pranchetinha. A porta do armário bateu na coitadinha e a jogou no chão, gerando um impacto descomunal e algumas avarias em seu funcionamento, como desequilíbrio, entortamento de régua paralela, quebra de algumas partes... (tá, mentira. Ela só ficou um pouquinho avariada -> tenho que fazer uma média aqui, afinal, tô pensando em vendê-la!)
Então, acaba que, junto com a prancheta, caiu meu gosto pela arquitetura e, ao fim daquele semestre, desisti desse curso tão honrado.

Mas o que eu quero dizer aqui tem a ver com a Escala.
Eu tenho a minha escala até hoje porque eu ainda mexo com desenhos no autocad, então ela me é necessária ainda.
Aí, num outro dia mais belo ainda, veio a dona MM me pedindo uma régua emprestada porque ela não achava a dela.
Eu: não tenho régua, mas tenho esta escala, você quer pra quê? Pra medir, só?
Ela: é, só pra medir!
Eu: então toma a minha escala! Mas NÃO SUJA! NÃO SUJA! NÃO SUJAAAAAAA!
Ela: tá bom!!!!

Dias depois, ela vem me devolver a escala. Igual menino. A escala TODA SUJA DE CANETA!
Ai meus sais, Niemeyer!
Imaginem vocês, arquitetos, vendo sua escala toda manchada de CANETA BIC? Como se uma bic tivesse estourado em cima dela!!
Ai meu espírito arquitetônico... Ela vai ter que limpar!! E tenho dito!




PS:
1- Estão vendo aquele blog ali ao lado? Vibrador Portátil? Pois é! Dá uma clicadinha lá!
2- Estão vendo aquele outro blog ali ao lado? Celebrities Bit Me? Não, não precisa clicar lá, mas nas férias vou começar a atualizá-lo de novo, vai ser o máximo! Estou até estudando parcerias, quem quiser, pode falar, mas é coisa pra janeiro ainda!
3- GAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
AAAAAALLLOOOOOOOOOOOO! Campeão! Campeão! Campeão!!!!

mel - 6:37 PM

20 comentários

Thursday, November 23, 2006


Os Irmãos da Gente

Caso do Toddy com Café
Alguém podia, por favor, entrar em contato com a Nestlé e dizer que meu irmão merece todos os royalties pela idéia do Nescau com Toque de Café?
Eu explico.
Vocês conhecem aqueles novos (nem tão novos) sabores do Toddy, tipo, Floresta Negra, Chocolate ao leite, tal, né? Pois bem.
Aqui em casa, nós achávamos o Floresta Negra horrível. Maaaaas, como a tampa do Floresta Negra era rosa-escuro e a do Chocolate ao Leite era vermelha, CLARO que faziam confusão na hora de comprar (visto que era um homem comprando, e todo mundo sabe que homens só enxergam 16 cores). Então, acabávamos tomando Floresta Negra mesmo.

Só que um dia, meu irmão bobão veio pra cá (ele não mora comigo e tinha uns 15 anos na época) e cismou de tomar Toddy. Eu não vi a cena, mas me é perfeitamente imaginável ele abrindo o armário, vendo o Toddy ruim, xingando e sabotando. SIM. SABOTANDO.
Ele misturou CAFÉ no Toddy.
CAFÉ-NO-TODDY! Mas que acéfalo! Ô raiva que eu fiquei!
Aí, uns dias depois, eu vejo na padaria o NESCAU COM TOQUE DE CAFÉ!
"Opa, peraí! Meu irmão merece os royalties!!!"
Pois bem. Meu irmão merece os royalties. E eu mereço uma parte deles, por isso estou aqui pedindo.


ps: vi hoje uma coisa muito bizarra na padaria. Nescau sabor Guaraná. No rótulo: "Alimento Achocolatado Sabor Guaraná". Como assim, Bial?

Caso do Carro Quente
Claro que foi o mesmo irmão.
Isso já tem um certo tempo, deve ter sido em 2003.
Tava fazendo um calor infernal, era hora pós-almoço, e todos nós íamos sair no carro da minha mãe, que estava estacionado na rua, beeeeeem longe da árvore e absorvendo todos os raios de luz solar.
Entramos no carro, meu irmão de mau humor sabe Deus por que, mas é aquele calor, aquele carro abafado, aí ele vai resmungar, protestar, xingar, e solta ESTA PÉROLA:
- NOOOSSA, MAS ESSE CARRO TÁ UM BAFÔMETROOOOOO!!!
Isso ele disse xingando.
Eu repito: ele disse que o carro tava um bafômetro. Ainda bem que ele não tava bêbado.
Ele tava mui nervosinho.
Eu prendi o riso. Muito bem preso. Mas quando cheguei em casa, esta manota brilhante foi parar direto no Arquivo de Manotas que eu e minhas amigas mantínhamos!


ps2: meu outro irmão dá manotas ótimas também. Mas é melhor um por dia, né? Senão vira uma dose cavalar.

mel - 8:20 PM

29 comentários

Monday, November 20, 2006


Lembrâncias da Infança

Então, outro dia eu tava numa aula de física à tarde, na sala congelante do cursinho, sem agasalho, quase morrendo de frio, literalmente.

Isso já tem um tempinho.

Mas, não sei se vocês sabem, eu tenho mania de anotar as idéias pros posts nas contracapas dos cadernos/apostilas que uso em aula.
Aí, nesse dia, eu lembrei de uma historinha muito tosca e fiz um esforço DESCOMUNAL pra tirar minhas mãos e braços do aconchego do lado de dentro da mochila, que tava no meu colo, e escrever a idéia pro post.
Ah! Pra completar a situação de frio, era uma aula de Eletromagnetismo, o professor falando de pólo pra cá, pólo pra lá... Dá-lhe -20° Celsius!
No pólo norte tem urso polar, no pólo sul tem pinguim! É isso ou o contrário? Ou nada a ver? Sei lá.

Vamos ao post!

Quando eu era pequena, meu vô tinha um sítio. Ou chácara, como queiram.
Mas fazenda não era, fazenda é grande e o sítio era pequenino (aliás, tinham uns lugares estranhos lá que eu nunca fui. Tinha um abismo (!) depois da horta, escondido por um monte de árvore. E do outro lado do abismo tinha uma casinha, dessas que parecem abandonadas. Juro que eu morria de medo dali. Eu tinha pânico daquele lugar.).
Só tinha uns pés de alface, umas canas, pé de urucum (que eu usava pra pintar: tanto a cara quanto os papéis), umas mangueiras (pé de manga, né, gente?), jabuticabeiras, enfim, muita árvore, passarinho, bicho, inseto, cachorro, ovelhas do outro lado da cerca de arame farpado...

Tá, chega de saudosismo!

Quando eu tinha uns 10 anos, a gente foi pro sítio e levou um tanto de parente junto.
Aí eu lembro que foi meu tio com meu primo. Este primo é um ano mais velho que eu, mais ou menos. Não, eu não brigava com ele e nem queria namorá-lo. A gente tinha/tem uma relação cordial, vamos dizer assim.
Aí a gente roubou umas pás da despensa e fomos brincar de ARQUEÓLOGOS. Olha que coisa linda. Duas crianças que já sabiam o que queriam da vida. Hoje eu sou esta wannabe-jornalista e ele é cursante de direito. Se a gente tivesse continuado no ramo da Arqueologia, a gente estaria rico. MUITO rico. A gente acharia o "Homem de Santa Luzia" facinho.
Mas então, pegamos as pás e escolhemos o lugar certo pra cavar: bem no jardinzinho. Na graminha quase bem cuidada.
Cravamos as pás na terra, tchac, tchac, e, em menos de 10 minutos, a pá bateu numa coisa dura!
Foram momentos de emoção.
Cavamos com os dedos. Com as unhas. Com os pés. Com os dentes.
E arrancamos UM OSSO da terra!!!

PAAAAAALMAS para o osso encontrado em pleno jardim gramadinho do sítio!

Aí foi aquela gritaria... Um osso! Um osso! É de tiranossauro! É de nhanhanhassauro! Nhé nhénhé...

Nossos pais e responsáveis foram lá apurar. Como bons arqueólogos velhacos, com uma olhadela eles já concluíram que era um simples osso de boi e mandaram a gente jogar de volta na mini-vala.
Pensando nisso hoje em dia: eca. Tomara que eu não tenha pegado no osso.

Bom, nesse dia mais tarde, eu briguei com o meu tio-visita porque ele não queria que colocasse o leite na geladeira. Eu queria. Eu pus o leite na geladeira e fim de papo, a casa é minha e eu que mando!

E, pensando neste caso, eu lembrei de um montão de outros casos nesse sítio, principalmente quando eu me metia a valentona e batia nos meninos que eram apenas convidados da casa...

mel - 8:25 PM

23 comentários

Sunday, November 19, 2006


Aviso aos Navegantes:

Gente. Como eu queria postar aqui. Mas tô tão sem tempo. Juro que amanhã, segunda feira, 20 de novembro, postarei nesta bagacinha que eu amo.

Porque hoje eu postei na nova bagacinha!

Isso mesmo, agora faço parte do seleto grupo de meninas que escrevem no Vibrador Portátil!! É um blog feminista.
Podem ir lá bicar. Meu dia de postar é o Sábado, cada dia uma menina posta.

Enfim, não sumam daqui porque eu amo vocêêêêêêêêêiiihhsssss! (parodiando a menina pastora gritando "Príncipe da Paaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaihhhzz")

Até amanhã!

mel - 10:16 PM

14 comentários

Wednesday, November 15, 2006


Carla Tenistinha #2

Muito bem, amigos deste blogo!
A MAIOR celebridade de todos os tempos está de volta!

VIVA CARLA TENISTINHAAAAAAAA! ÊÊÊÊ! Palmas, palmas!

Vou transcrever aqui a entrevista que ela concedeu a uma revista de CIRCULAÇÃO NACIONAL, dia desses!

(tá, eu admito que esta é uma versão from hell da Consultoria de Moda...)
(NÃO conhece Carla Tenistinha?? Quanta falta de informação!! Ali do lado direito tem a primeira entrevista da deusa!!)
Vale lembrar aqui que a Carla Tenistinha que não permitiu a morte deste blog que vocês estão lendo agora, se deliciando.


MEU ESTILO
Carla Tenistinha, a estrela que VAI publicar seu livro na mesma correnteza de Bruna Surfistinha, ensina seus truques de moda e beleza

Repórter - Como você define o seu estilo?
Carla Tenistinha - Eu me acho bastante estilosa. Só uso roupas bonitas e na moda. Eu olho bastante todas as revistas de moda que estão na banca, e copio tudo que elas usam. Mas, claro, copio do meu jeito. Encurto as saias, corto os decotes. Vou nas lojas e mando as moças cortarem mais 3 palmos da roupa! Elas dizem 'mas a saia já tá curta, Srta. Carla!' e eu não perdôo, corto mesmo. Eu consumia demais na Daspu, mas agora que eu sou uma moça de classe, eu só compro roupas na Tara (sic. Ela queria dizer "Zara", a famosa marca espanhola), que é espanhola, e deve ser inspiradora na hora do trabalho... De jogar tênis, claro! Ainda jogo bastante. Estou no campeonato e vou lançar meu livro sobre os bastidores...

Repórter - Você demora pra se vestir, escolher a roupa?
Carla Tenistinha - Eu demoro bastante. Mesmo eu sabendo que eu não páro com roupa no corpo, demoro pra me arrumar. Afinal, a roupa é seu cartão de visita. E meu também. E, mesmo depois que eu comecei a escrever meu livro e posei pra Sexy, continuo estando sempre preparada pra tirar a roupa, afinal, a gente nunca sabe quando vai ter que tirar a roupa. Pode ser que a Sexy me convide pra posar de novo, aí eu tenho que estar pronta pra aceitar o convite na hora! Até na hora de jogar meu tenisinho, eu demoro pra me arrumar. Tenho que passar creme pra não ressecar minhas pernas quando caio no chão, e também pra elas reluzirem quando os fotógrafos vão tirar fotos. Odeio quando as pernas saem com manchas nas fotos. Acho tão anti-estético!

Repórter - Qual a parte do corpo que você prefere destacar?
Carla Tenistinha - Eu gosto de destacar... peraí, destacar como assim? Dar destaque ou destacar, tirar, igual tem nas embalagens? Dar destaque! hmm.. Gosto de destacar eu toda. Afinal, eu sou una. Aprendi isso ontem, essa coisa de una. Eu sou una e não sou um carro. Me destaco toda, quero que me vejam todinha!

Repórter - O que não pode faltar no seu guarda-roupa?
Carla Tenistinha - Roupas de baixo, sutiã e calcinha merrrmo. Eles têm que estar lá, mesmo porque eu coleciono. E elas ocupam pouco espaço. E também porque, se todas as minhas roupas de cima estiverem sujas, posso sair com as de baixo mesmo. Eu vi na revista que isso tá na moda. Então eu posso sair assim até mesmo de dia, sem que as pessoas duvidem da minha conduta e da minha moral.

Repórter - Qual a importância dos acessórios no seu visual?
Carla Tenistinha - Hohohohoooooooopa! Que negócio é esseeee? Me falaram que esta era uma entrevista de MOÓÓÓÓDAÁÁÁ!!! Agora você vem com essa pergunta indecentcheeeee??? Ah, amigááááá! Eu não posso MAIS contar dos meus serviços de quatro paredes! Tá no contratooooo...... Não posso mais falar que eu curtia um.......AAAAAHHH! É acessório tipo brinco!!! É isso, né?? Ahh.. Então. Eu acho importante um brinco. Aliás, dois brincos, um em cada orelha. Um anel também é importante. Faz a gente ficar bonita, é mais atraente que maquiagem!

Repórter - Tem alguma roupa que você guarda por razões sentimentais?
Carla Tenistinha - Sim, eu guardo minha primeira roupa de tênis. Só não sei onde. Ela é tão importante pra mim, se ela sumir, eu me mato.

Repórter - De quais cuidados com a beleza você não abre mão?
Carla Tenistinha - Eu passo creme. Tudo quantoé creme eu tô passando. E onde ee não alcanço, meu empresário passa. Sabia que eu tenho um empresário, né? Ele que me ajuda a me manter famosa. Porque eu sou famosa, mas ele me ajuda a ter bom comportamento, classe, não comer com a boca aberta, essas coisas. E eu aprendo tudo direitinho. Inclusive, foi ele que me arranjou as aulas de português e gramática pra que eu escrevesse meu livro. E taí, tô escrevendo há quase um ano e estou no meio, acho que estou indo depressa demais. Já tô no nível médio nas aulas de português e gramática. E eu acho que aprender português e gramática é bom pra beleza, porque quando a gente é bilíngüe, a gente consegue mais empregos, até na Europa.

Repórter - Você tem algum truque de beleza?
Carla Tenistinha - Eu durmo com pepinos nos olhos. Dizem que ele tira as olheiras. E o olho absorve o pepino também, porque eu nunca acordei com os pepinos nos olhos. Meu truque de beleza outro é o esporte. O tênis faz bem pra beleza. Veja o caso da minha amiga Anna Come-Couve. Ela é linda, e é por causa do tênis. Vou ser igual a ela no tênis, já providenciei a minha tinta loira.


É ou não é uma ESTRELA?

(Vale colocar aqui que esta é uma grande paródia da seção de mesmo nome da Revista Manequim, de Novembro/2006, da qual participou a atriz Alinne Moraes)

mel - 7:03 PM

24 comentários

Saturday, November 11, 2006


Quedas Memoráveis!

Bem, amigos deste Blogo!
Aqui vai o tão esperado post sobre Quedas Memoráveis!


(batam palmas antes de ler)


Aí, gostei das palmas!!

Vou contar primeiro as quedas sofridas..., oppppss! *pigarro*, presenciadas por mim!

Presenciadas por mim:

Número 1:
Nossa amiga M. teve de ir a uma palestra, mas de carona com um amigo.
Pra encontrar este amigo, ela teria de pegar um busão e encontrá-lo num ponto da cidade.
Neste dia, estava chovendo. Bastante.
Nossa amiga M. desce do ônibus e abre a sombrinha. Chega num cruzamento e deseja atravessar a rua.
Ela põe o pé no asfalto, mas, no meio da rua, uma "LUZ DIVINA" a faz pensar que o sinal ficou verde e que os carros iriam passar por cima dela.
Então, ela faz o mais óbvio e esperto: CORRE.
Mas nossa amiga M. esquece-se de que seus tênis tinham a sola totalmente lisa.
Mas os tênis não se esqueceram disso.

Derraparam no meio da rua e nossa amiga M. cai sobre a faixa de pedestres, em câmera lenta: primeiro ela escorrega, depois a perna dobra, depois o braço bate no chão e finalmente a cabeça beija o asfalto frio e molhado.
A sombrinha se quebra, pra variar. Malditas sombrinhas de camelô.
Aí ela se levanta e percebe que os carros continuam no mesmo lugar, como que a observando. Mas estavam mesmo esperando o sinal abrir pra passar por cima daquela jeca.
No fim, ela sai andando e uma senhora pergunta delicadamente se ela está bem. Ela é delicada com a senhora e fica com vergonha. E xinga o fato de o asfalto ser escorregadio. Falta de respeito conosco, pedestres infortunados!!
Depois, sai andando em direção ao carro do amigo, como se nada tivesse acontecido...


Número 2:
Nossa amiga M. (olha que coincidência, duas M.!) estava merendando no colégio, na sua sala de aula. Deve ter bebido bastante água e toddynho.
Aí acabou o recreio, e a nossa amiga M. estava com a bexiga cheia, morrendo de vontade de fazer xixi.
Pra variar, no dia, estava chovendo. E a sala da nossa amiga M. era no terceiro andar da escola, enquanto o banheiro se localizava no primeiro andar somente. Primeiro andar que eu digo é térreo mesmo. Pra melhorar a situação, não tinha elevador, e nossa amiga M. empreendeu uma jornada em direção ao banheiro.
Desceu as escadas correndo, chegou inteira no térreo. Mas, para chegar até o banheiro, ela precisava passar pelo pátio, que não era coberto. Logo, tomaria chuva.
Mas isso não a fez temer, e nossa amiga M., cheia de bravura, continuou correndo pelo pátio molhado, cheio de gente, até o banheiro.
Queridos amigos, a nossa amiga M. é uma pessoa muito histriônica. Ela queria toda atenção para si. Quando estava quase dentro do banheiro, ela resolveu que se daria uma entrada fenomenal ao recinto.
Escorregou no molhado em frente à porta do toalete, e, deitada, continuou deslizando até lá dentro.
Foi quase um toboágua.
Mas, como nossa amiga era uma Loser com L cravado na testa, ninguém notou a sua aterrissagem no banheiro. NINGUÉM. Isso nem Freud explica. Só uma servente, que veio ajudar a menina a se levantar.
Pelo menos ela não fez xixi na roupa, o que já é um avanço...


Número 3:
Finalmente uma queda não-protagonizada por uma menina M. Esta queda foi protagonizada por um garoto que era da minha sala no terceiro ano.
Era aula de educação física, os meninos jogavam futebol na quadra coberta, o dia estava bonito e o piso não era escorregadio.
Não lembro direito da queda em si, só lembro que ele tropeçou num pé de outro menino, se não me engano, e caiu no chão, sobre a mão.
Foi tipo uma queda normal. Todo mundo já caiu no chão em cima da mão.
Mas o negócio é que essa quedinha besta acabou com o braço da criança, ele ficou com gesso uns meses e usou aquelas munhequeiras um tempão, nem sei se ele usa mais hoje em dia. O troço foi MUITO sério. E a gente rindo quando aconteceu. A gente é meio mau de vez em quando...
Enfim, essa foi uma queda memorável por causa do impacto posterior!



Quedas alheias!

Lanark contou:
"*Quedas? Uma vez eu estava treinando judo e o meu colega deu um O-sotogari em si mesmo. É um golpe em que você avança pela latereal do adversário e passa a perna nele. Quando ele foi passar a perna, eu tirei a minha, e ele caiu de cara no tatame. Incrível, não é?"

P. Souza contou:
(copiado do orkut!)
"Anônimo (Flávia)
01/10/2005 21:54
Ahhhh...então vamos começar!!!!
Mas como assim? Só posso dizer um...assim não vale...vou dizer UM POR DIA então...vamos ao primeiro então...depois listo o resto...Bom o primeiro e mais marcante mico que vi essa figura pagar foi dar de cara com o poste na primeira vez que veio em casa...mania de falar, falar e falar, foi falando, olhando p/ mim e andando de costas, quando de repente ela vira e pofff...mete a cara no poste...não aguentei ela c/ aquela cara de: "Nossa!Quem pôs isso aqui???" Foi hilário...eu, meu irmão, meus pais...todos olhando aquela criatura mega vermelha sentada na calçada não sabendo o que fazer...ri mto durante horas...
Olha...p/ começar é só esse...depois conto os outros...e não são poucos hein...só adiantando, o próximo será o da água..."

PS: quero saber desse da água!


Então, gente, por hoje é isso.
Depois eu postarei sobre PISADAS NA BOSTA!!!!
Então, dêem seus depoimentos pro Maneco aqui que eu colocarei no ar!!

mel - 7:03 PM

38 comentários

Wednesday, November 08, 2006


Vamo Subiiii GalôôÔôô!!!

Bom, este blog é atleticano! Então, VAMO SUBIII GALÔÔÔÔÔ!!!


É. Assim é legal.
Mas futebol é uma coisa que me decepciona.
Tipo, a gente torce, eles lotam o Mineirão, e depois as vagaranhas dos jogadores vão tudo embora!!


Quando eu digo "eles lotam" é porque são ELES que lotam. Eu não.
Eu queria ir ao Mineirão, gritar GALOÔÔÔÔ até ficar rouca, cantar as músicas do Galo que não têm ritmo nenhum, essas coisas...
...Mas não conheço ninguém atleticano o suficiente, o único que eu conheço foi a um jogo do Galo com o Flamengo lá no Rio e saiu correndo de lá porque deu briga brava... Enfim, futebol tem desses neandertalismos.

O mais legal de tudo é que eu já fui a um jogo do Cruzeiro. É, passado medonho. Mas não me arrependo não, foi jóia. Mesmo quando meus irmãos olhavam pra mim com aquela cara de "o que essa atleticana tá fazendo aqui?" e efetivamente me perguntavam isso, na frente daquela torcida bizarra cruzeirense que na hora do gol joga os copos cheios de cerveja pra cima ou no chão e começam a brincar de lutinha no chão melecado de cerveja. Juro. Isso eu posso falar porque eu vi.

Mas é chato o futebol. Aquele dia que eu fui, a grande estrela do Cruzeiro era o Gomes, o goleiro. Hoje, em que clube ele tá? Corinthians? Atlético Paranaense?
E o técnico do Galo que já foi técnico do Cruzeiro? (hehehe... Com o nome sugestivo de Levir Culpi -> Levar Culpa..)

Por isso que eu digo: torcer não vale a pena. Eles vão lá, ganham o dinheiro, e vão embora pra algum outro clube que pague mais. Pronto. Não tem mais amor à camisa, nem nada. Isso não existe mais. Acho páia e sem graça.
Por isso eu torço mais só pro Cruzeiro perder (e pra algum time grande carioca ou paulista cair).

E não posso esquecer do meu Inter, Colorado que eu adotei quando o Galo caiu. É bom porque o Inter é time bom, e quando alguém me zoava por causa do Galo, eu lascava que meu time era o Inter e que mEEEEEu time ganhou a Libertadores.
Isso sim que é torcedora fiel!
Mas e daí? Jogadores fariam o mesmo!

Bom, enfim, este post futebolístico e sem graça de hoje veio porque eu fiquei emocionada com a vitória do Galo ontem, sabe como é né? A gente xinga, mas gosta!

Amanhã ou depois eu posto alguma coisa legal aqui, hehe!
(sobre as Quedas Memoráveis!! Continuem seus depoimentos! Façam como o povão que aparece em Páginas da Vida!)

mel - 9:21 PM

24 comentários

Sunday, November 05, 2006


No Supermercado

Bom, comi demais e tô meio lenta. Além do mais, o novo horário maravilhoso de verão me deixou lesada, com uma preciosa hora de sono a menos.

Mas antes disso eu fui ao supermercado.

Estava tudo muito moroso, eu já estava cheia com outra comida quando estava lá dentro, então nada lá me interessava.
Bom é ir ao supermercado com muita fome, com apetite de leão, que tudo fica uma delícia! Até as comida ruim dá vontade de comer, quando elas estão ajeitadinhas e bem brilhantes!
Mas quando a gente já vai com estômago forrado, tudo perde a graça, e certas comidas até dão aquela viradinha estomacal, ou enjôo, se preferir. Mas não é igual gravidez.


Bem, cheguei ao supermercado já correndo atrás do folheto de ofertas.
Sim, eu tenho manias.
Sim, minha mania mais recente é relacionada com folhetos de ofertas. De supermercados, farmácias, casas bahia, se for colorido e de papel não-jornal, eu tô levando pra casa mesmo. Pra cortar. E tem que levar dois exemplares, pra cortar frente e verso.

Aí eu fui seca atrás do folheto de ofertas, porque esse supermercado tem até jornalzinho, e tem folheto com muita variedade de produtos e,....... hoje não tinha. Como não tinha? Não tinha. Tanto não tinha que eles pegaram os últimos exemplares do folheto e colaram num painel na entrada do supermercado, num caso de "somente consulta". Ê prrrobeza!

Mas tudo bem. Estávamos na seção de hortifruti do estabelecimento, morrinhando, perrengando, e, de repente, ouço a voz do "locutor de ofertas" do supermercado.

Comecei a rir do sotaque dele, parecia um carioca ixxxpééértoâ e malandro.
Depois que eu ri, eu prestei atenção no que ele dizia.
Ele disse: TODOS OS CDS!!! ISSO MESMO! TODOS OS CDS DA LOJA COM 50% DE DESCONTO!!!! Até a meia noite! (ou seja, ainda estão com 50% de desconto, quem quiser que vá lá já!)

Hmm. Oferta.
Pra pagar metade! Opa!

Saí correndo atrás da seção de cds, que fica no extremo oposto (quase.).
Foi como uma meia maratona.
Tocaram até a "Carruagem de Fogo" pra mim. (tantantantantan tan tantantantantan...) Foi um momento emocionante.

Lá, abracei com toda força o último cd do Placebo.
Quase lhe dei um nome, quase fi-lo meu.
Mesmo olhando de rabo de olho pro último cd do Justin (é, eu gosto das músicas atuais daquela bicha), eu carreguei o "Meds" em meus braços...

... até saber que eu que teria de pagar pelo produto, então o deixei abandonado em uma estante qualquer.


Aí eu caminhei rumo aos caixas e fui embora.
Minha vida é um aRRaZZZZo mesmo!


PS: o post sobre as Quedas Memoráveis vai sair sim! Estou colhendo dados!

(minha plantação de dados está ótima)

mel - 9:25 PM

24 comentários

Thursday, November 02, 2006


Hidrantes.

Não sei o que vocês pensam sobre os hidrantes. Nem sei se hidrante é chamado assim no Brasil todo...
Mas eu os acho estranhos.

Eles são uma coisa meio... Mestre dos Magos!
Sim, Mestre dos Magos, Caverna do Dragão, aquele desenho que todo mundo sabe que não teve o último episódio gravado, mas ele foi escrito e se chamava Réquiem, e tinha o Eric que eu adorava.
O Mestre dos Magos, apesar de os boatos dizerem que ele era o Vingador (o boato era isso mesmo?), era um simpático velhinho anão cabeçudo que aparecia e desaparecia dos lugares, assim, sem mais nem menos.
Como um hidrante faz.

Um hidrante é uma coisa esquisita que você só vê em filmes e desenhos. É aquela coisa que, sempre quando alguém esbarra, esguicha aquele tanto de água que inunda todo o cenário e fim de filme. Provavelmente deve ser a última cena gravada, a cena do hidrante.

Aí um belo dia (que já tem bastante tempo, porque eu já parei com essa nóia), eu disse que não existiam hidrantes em minha linda cidade que eu amo radicalmente.
Afinal, eu nunca tinha visto.

Mas eis que eles me apareceram, tal como duendes e fadas, querendo provar-me a existência!
Pipocavam hidrantes em todas as esquinas! Em todo lugar que eu andava, lá tinha um hidrante vermelho no meio do caminho, querendo que eu tropeçasse, como se dissessem: "Eu existo!!! Eu existo!!!"

Aí, como todas as coisas que existem devem ser contadas, eu comecei a contá-los. Arrastei meu cônjuge nesta empreitada, claro! Mas não deu em nada.
Não preciso dizer que perdi a conta antes do 7°, mas eles também, né. Ficam saltitando na minha frente.

Hoje posso dizer que acredito neles. E eles pararam de pipocar na minha frente.
Talvez você já acreditasse neles antes de mim. É porque eu sou distraída mesmo.

E por falar em distração, pretendo fazer um post sobre Quedas Memoráveis. Se você tiver uma, me conte! Pode ser de amigos mesmo, afinal, é pra isso que amigos servem: contar as quedas!

mel - 8:15 PM

27 comentários

Quem sou eu:

Moça, casada, atualizada,
chocólatra, não-alcoolizada,
consultora de moda (aham..).... Eu sou apaixonada com esta coisa aqui!
E se você me disser que não acredita, eu te mordo!
Verdade.

Tá, mentira. Mas fica por isso mesmo. Né gente. Quanta preguiça.





Participe da Consultoria!
(copie o email)


Música do Momento:

  • *Lady V*


  • Melhores Posts:

  • Carla Tenistinha
  • História da Carroça
  • Consultoria de Moda e Etc


  • Ó eu aqui também:

  • Meu Fotolog(Novinho e Lindí­ssimo!! - morrendo)
  • Celebrities Bit Me (Estamos Voltando!! - em 31 de fevereiro)
  • Fogo Fogo Fogo!! (em estado de letargia)
  • Miss Lucifer (blog morto...)
  • Fotolog Morto(Muerto)


  • Blogs que eu bico:

  • A Democracia é uma Falsa do Caralho!
  • A toa!
  • Abuso Letal
  • Acid Within
  • Agnóstico Vagabundo
  • Arriada
  • Beleza Exterior
  • Binair Lines
  • Blasé
  • Black Katze
  • Blog do Cássio
  • Blog do Gonzo!
  • Blog sem nome do Ariel L.A.C.!
  • Blog sobre Mark Ryden
  • Cerveja, Resmungos e Insanidades
  • Chronicles About Me
  • Club Social
  • Como viver (in)corretamente!
  • Delí­rios Lucarianos
  • Desventuras
  • Dizer o quê?
  • Epifanias
  • Escrevendo Errado por Linhas Retas
  • Estimulanet
  • Extraordinário Ordinário BloGGer
  • Fiapo de Jaca
  • Garoto Falido
  • Goiabas Verdes Fritas
  • Homem é Tudo Palhaço!
  • Isso Só Acontece Comigo!
  • Kiropo & Adiós Kitty
  • Kitty Mamba
  • Legenda Urbana
  • Leis de Murphy
  • Márcio Pimenta
  • Maybe This Time
  • Melhores Propagandas do Mundo
  • Mixirica Mutante
  • Mundico
  • Mutatches
  • Negão Internauta
  • Ninguém Lê Esta Porcaria
  • O Cão Ocidental
  • O Irrevogável
  • On The Rocks
  • Preto, Pobre e Suburbano
  • Quarto 1222
  • Quimera Ufana
  • Sem Lápis Nem Papel
  • Sem Tí­tulo Ainda!
  • Serial-Matinal Net Zine
  • Silent All These Years
  • Sutiã Quarenta e Seis
  • The [Nick Goes Here] Project
  • The Looking Mirror
  • Tocando!
  • Três da Sete
  • Um Paí­s Chamado Uati
  • Unspoken Words
  • Upside Down
  • Verde Limão
  • Vesperax
  • Vibrador Portátil
  • WC Donalds


  • Disse antes que... Disse há mais tempo...

    Blog com Grelos
    Blog com Tomates





    Adicionar aos Favoritos BlogBlogs


    Créditos

    *Mel*

    Powered by Blogger

    BlogBlogs.Com.Br